quinta-feira, 25 de março de 2010

Desejo à Você


Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sabado com seu amor...
Naõ ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais, nem adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado...
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velho poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
A música favorita
Dançar pra dedel
E um carinho meu.

1 comentário:

Eva Rocha disse...

Coisa mais que linda este poema do Drummond...